domingo, 13 de outubro de 2019

Chuva...


A água escorrendo pelos teus seios
Atiçando todos os meus desejos!
De percorrer com elas, o seu corpo.
Reavivando como gotas de orvalho no campo.

As águas alimentam mais o meu fogo ardente...
Ao deslizar pelo seu corpo, nu e quente.
Divino sabor de mais puro vinho...
Destilado em seu corpo com carinho...

Saciando os nossos mais vis desejos!
De sua boca careço de mil beijos.
De te amar, te endeusar e engrandecer.

Vem sem pudor, sua sede saciar!
Enquanto se pode, vamos nos amar.
Enquanto não morrer o dia, e a tarde florescer.

O Tempo...




Passas por mim. Me desvairindo...
Arrancando-me a ceiva do viver!
E assim vou me definhando...
E perdendo o meu viril ser...

No campo eu morro mais lento.
Aos teus braços, eu não tenho lamento.
E na Arcádia, meus dias voam bem lento.
O teu amor me dá crescimento...

Passas por mim, um dia irei contigo!
E na eternidade, serei teu amigo.
Rumo a incertos e infinitos caminhos!

Existirei apenas nas ideias de amigos!
E contigo de mãos dadas partirei...
Apenas saudades daqui, eternas levarei...

Chuva...

A água escorrendo pelos teus seios Atiçando todos os meus desejos! De percorrer com elas, o seu corpo. Reavivando como gotas de o...