sábado, 22 de dezembro de 2012

Deixe me tocar uma canção


Deixe - me tocar uma canção no seu violão
Deixe-me sentir sua voz como som de lira
Enquanto no seu corpo. Eu escrevo uma canção...
Acariciando seu corpo, que por mim, me inspira

Quero poder em seu corpo ter, as mais puras glórias!
Ouvir de sua boca, as mais doces e divinas notas!
Do interior de seu coração... Elevando o fogo da paixão
Acendendo no meu peito, disparando meu coração

Deixe-me tocar uma canção pura
E no seu corpo vou me perdendo nas curvas
Beijando os seus seios como doces uvas!

Criando amor em meio às travessuras
Nos dois em busca de prazeres e aventuras
Elevando do amor a doce formosura


terça-feira, 27 de novembro de 2012

O que Eu tenho nas Mãos ...



Não trago nada de ouro, ou um anel ou colar
Mas, o que eu trago nas mãos, eu quero te dar
Não é algo que tenha custado alto valor
Mas é mais belo que uma simples flor

Eu trago em minhas mãos meu coração corroído
Um coração triste, pela vida todo dolorido
No meio dele trago uma rosa, cheia de espinhos
Mas embrulhados nele, pra não lhe causar choros

É tudo o que eu tenho em minhas calejadas mãos!
Perdoe se não é muito, mas a você ele eu entrego
Como símbolo do meu amor, representado na flor

Apenas olhe para ela. Deixe-o atrás por favor!
Não se preocupe com as marcas dele. Apenas segure o, nas mãos!
O que o seu amor nele plantou. O sorriso seu estampado na flor

domingo, 25 de novembro de 2012

Leiam a História de vida do Escritor mantenense que é Comendador e Embaixador da Paz

CONDESSA MARILZA SANTOS E CONDE FABRICIO DOS SANTOS, SECRETARIO DE CULTURA DE MANHUAÇU E PRESIDENTE DA ACADEMIA ACLA-MG.
O escritor mantenense Juliano Ribeiro foi homenageado na Academia de Ciências, Letras e Artes de Minas Gerais – ACLA, com sede em Manhuaçu e recebeu o titulo de Comendador e Embaixador da Paz. Muito humilde e uma pessoa especial ele costuma dizer “Por onde eu ando. Faço questão que saibam do meu orgulho em ser Mantenense e procuro contar as pessoas à história de minha região” “Aprendi a gostar dos livros com o meu Pai, ele sempre me incentivou a estudar, ainda hoje coleciono livros, minha paixão são por livros raros e antigos”.
Professor Juliano Ribeiro Mendes foi Condecorado como Membro Vitalício da Academia de Letras ACLA de Manhuaçu, dia 27/10/12 e esta ocupando a Cadeira de nº 38 das 40 Cadeiras. Nascido em Mantena, morou em São Paulo na cidade de Artur Nogueira, onde começou a sua vida acadêmica oficial como Escritor. Além de Pertencer três Academias de Letras no estado de São Paulo.

Foi Presidente de uma Academia de Letras, a Academia de Letras do Brasil Região Metropolitana de Campinas-ALB/RMC. Como todas as academias de letras, têm como objetivo promover os escritores da mesma e eventos para a comunidade onde envolva preservação da cultura e da língua Portuguesa. Membro efetivo da Academia Nogueirense de Letras –ANL ocupando a Cadeira nº26, Artur Nogueira-SP. Membro Honorário da Academia Limeirense de Letras- ALLe. Limeira-SP. Membro da Academia de Letras do Brasil Região Metropolitana de Campinas-ALB/RMC, Cadeira
nº 02. E Membro do Conselho Superior da Confederação das Academias de Letras do Brasil- CONALB.
Depois de ter morado cinco anos em São Paulo e percorrido a Região Metropolitana de Campinas com eventos, palestras, etc. E ter publicado quatro livros, sendo três de Sonetos e um de Histórias biográficas (www.julioribeirocortez.blogspot.com.br) retorna para sua Cidade Natal no início de 2011.

E continua na ativa mantendo contato com escritores confrades e produzindo textos seja no facebook, e em sites acadêmicos,etc. No ultimo dia 27 de outubro deste ano, foi Homenageado em Manhuaçu com três Condecorações: Como Membro Vitalício Imortal da Academia de Ciências, Letras e Artes de Minas Gerais- ACLA. Com sede em Manhuaçu. Sendo Recebido pelo Secretário de Cultura do Município o Sr. Conde Dom Fabrício dos Santos.

Estiveram presentes autoridades de diversas regiões do Brasil. Também esteve presente no local Sua Alteza Real e Imperial Kyros Herodotus Alexandros I, Conhecido com Príncipe Dom Alexandre da Silva Carvalho I, chefe oficial e jurídico da Soberana Casa Real e Imperial dos Godos de Sarmathia e Cinthia . Representante do Sangue Real da Família Camêlo descendente dos Reis da Dardania , que representam a Casa Imperial no Rio de Janeiro onde o Prof. Dr. Juliano Ribeiro Mendes, foi Agraciado com o Título de “Embaixador da Paz” Pela Academia do Santo Patriarca Abrahão de Ciências, Letras e Artes.

A Casa Real e Imperial no Brasil dos Godos de Sarmathia e Cinthia representantes do Sangue Real da Família Camêlo e descendente dos Reis da Dardania , também o condecoraram com um título Real e nobiliárquico dentro das normas soberanas e prerrogativas de “Comendador”. Podendo assim ser usado antes do nome e com a medalha de condecoração com o Brasão da Ordem o qual representará ao longo de sua vida. Estiveram presentes no evento e na investidura diversos Membros da Família Real, entre eles: Condes, Duques, Marquês Dom Iguaci Júnior (seu amigo pessoal), entre outras autoridades Acadêmicas e Literárias e Políticas da Cidade e de outros Estados.
Marquês Dom Iguaci júnior e seu amigo pessoal Comendador Juliano Ribeiro Duque Leandro dos Ribeiros e Comendador Juliano Ribeiro Poucas pessoas conhecem seus trabalhos, por onde tens andado faz questão de levar o nome de sua Cidade,lecionou em algumas Cidades da Região de Campinas como professor de Português e Literatura. Esse mês na Cidade de Engenheiro Coelho-SP.

Esta acontecendo uma exposição de Banners de Poetas de São Paulo nas Faculdades e em supermercados e lojas das regiões, e entre eles, estão poesias desse escritor Mantenense. Aqui um pequeno resumo de sua vida ao longo desses 28 anos dedicados a Literatura e ao ensino:
Prof.Dr. Comendador Juliano Ribeiro Mendes, D.D.,Ph.I .Natural de Mantena-MG. Filho de Devair Ribeiro Mendes e de Ilza Maria Martins Mendes. Comendador pela Soberana Casa Real e Imperial dos Godos de Sarmathía Cithía. Embaixador da Paz pela Academia do Santo Patriarca Abrahão de Ciências, Letras e Artes pela Coroa de Kastória. Doutor Honóris Causa em Divindade (D.D.) pela Faculdade de Teologia Leão de Judá- Diadema-SP. E teólogo associado da mesma.

Doutor “Honoris Causa” em Filosofia Univérsica Imortal – Filósofo Imortal-Ph.I Pelo Conselho Superior da Confederação das Academias de Letras do Brasil. Licenciado em Letras pela Universidade Adventista de São Paulo-UNASP-Engenheiro Coelho-SP.
Bacharel “Livre” em Teologia pela Faculdade de Teologia Leão de Judá-Diadema-SP. Ex-Professor da Rede Estadual de Ensino – Artur Nogueira, São Paulo. Nas Escolas: Armando Falcone – Artur Nogueiras-SP. Escola Estadual Magdalena- Artur
Nogueira-SP Professor Eventual na Escola Estadual Antonio Alves Cavalheiro-Engenheiro Coelho-SP Professor da Rede Municipal de Ensino-Mantena-MG. Pertence às Seguintes Entidades Culturais: Ex-Presidente Executivo da Academia de Letras do Brasil Região Metropolitana de Campinas-ALB-RMC. Ocupando a Cadeira Vitalícia de Nº 02, tendo como Patrono Carlos Drummond de Andrade. Membro Efetivo da Academia Nogueirense de Letras- ANL – Artur Nogueira SP.

Ocupando a Cadeira Vitalícia de Nº 26, tendo como Patrono José Alencar. Membro Efetivo Imortal da Academia de Letras do Brasil Região Metropolitana de Campinas-ALB/RMC Cadeira nº 02 Membro Efetivo da Academia de Ciências, Letras e Arte de Minas Gerais – ACLA-MG. Ocupando a Cadeira de nº 38.
Membro Honorário da Academia Limeirense de Letras- ALLe Limeira- SP. Membro da Sociedade Poetas Del Mundo- Brasil. Membro da Ordo Supremus Militaris Templi Hierosymilitani OSMTH. Membro da Casa do Poeta Brasileiro de Praia Grande -São Paulo. Diplomas de Honra: Mérito Honorífico CAUSAS IMORTAIS Pela decisiva atuação à evolução da Cultura Literária Brasileira-Confederação das Academias de Letras do Brasil – ALB. Diploma de MAGNA PERSONA do Mérito Acadêmico por ter se destacado em 2010 publicando seus trabalhos em livro individual e somando para a difusão da nossa literatura- Academia Nogueirense de Letras – ANL.

Comendador pela Soberana Casa Real e Imperial dos Godos de Sarmathía Cithía. Embaixador da Paz pela Academia do Santo Patriarca Abrahão de Ciências, Letras e Artes pela Coroa de Kastória. Autor do Artigo Literário : A visão Comunista no Livro a Cidade e as Serras de Eça de Queiroz. Autor dos Livros: “Procura-me no Passado e me Encotrarás no Presente, Poeta eternamente”, “Carpe Diem Jardim da Fantasia”, “O Ribeiralismo Memórias e Poemas”, “Carpe Diem Ilha da Fantasia”. Todos Pela Editora CBJE – Rio de Janeiro. Palestrante em diversos eventos Literários e Culturais na Região Metropolitana de Campinas.

(www.julioribeirocortez.blogspot.com.br) Delegado Regional das Artes pela Academia de Ciências, Letras e Artes de Minas Gerais- ACLA-MG para a Região Leste de Minas Gerais, representante oficial.


Leia mais em Gazeta do Norte --http://gazetadonorte.com/?p=47295


sábado, 24 de novembro de 2012

Juventude, Sabedoria e Velhice...



Ainda ontem eu me lembro que o frio, noite, sol e chuva
Sempre com coragem, tudo com Juventude eu enfrentava...
Corria pelos campos e colinas, eu saltava sem se cansar...
E da natureza eu queria desfrutar, e os animais a observar

Ainda hoje estava lembrando que os anos foram encurtando
E o soar da Sabedoria em meus ouvidos foram me alertando
Fui correndo menos, com mais prudência fui em tudo pensando
E meus erros de “menino” foram cada vez mais aprimorando...

Ainda hoje eu observava que não podia ver mais as cores como antes
E nem correr mais, sem dar um forte suspiro! E poucos lentos passos ofuscantes!
Vi que tudo agora já não era como antes, ate a Natureza, hoje sofre espasmos!

De tudo, agradeço por ter neste mundo vivido, mesmo com as dores aprendi
E com Sabedoria, suportei, chorei e ate desejei não ver mais o dia
Mas em cada fase, hoje eu vejo na Velhice, que com sabedoria sempre eu vivi.

(Homenagem aos Idosos que hoje, apesar da velhice, 
tem a Suprema Sabedoria (aqui na imagem representada pela Coruja) 
Juventude (A Menina) E Velhice (pela Senhora).


domingo, 11 de novembro de 2012

Eu ainda sei voar...





Ontem imaginei eu em teus braços
Sentindo o calor de teus abraços
E confiando em seu olhar de imensidão
Passando para mim confiança e plena visão

Você! Desejando voar comigo e me libertar
E com você, eu sinto coragem para voar
E poder ter alguém, que em mim acredita e apóia!
E voar livre ao seu lado rumo à vitória...

Com suas palavras sábias, tu me tiras dessa gaiola
Levando-me a ver que eu sou capaz de voar sozinha
E perceber as asas, que eu nem lembrava que ainda tinha!

Mas, devido à gaiola feita com palavras de outras falas
Acabei me trancando  “que eu nunca mais conseguiria”
E você ao meu peito, trouxe a liberdade, confiança e alegria

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Finados...




Onde estás você que partistes da minha vida
Deixando em meu coração uma ferida?
Ainda hoje eu me lembro da sua partida
Ali , eu vendo o seu corpo sem vida!

Hoje mesmo neste dia, fico a lembrar de seu sorriso
Quando juntos andávamos e nos falávamos
Íamos alegres pelos tortuosos caminhos
Desde a sua partida, findou um pouco meu sorriso

Sinto muito eu não ser mais feliz completo!
Nos meus olhos, o céu azul e lindo
Ainda de noites estas em mim repleto

Só sei que sua falta eu ainda muito sinto
Quando eu sorrir, saiba que ainda eu minto
Mas levo sua imagem no meu coração sorrindo...

domingo, 16 de setembro de 2012

Ainda restam nuvens...


Não sei ate quando as verei no céu
Daqui da terra com os pensamentos ao léu
Vendo as voarem juntas como um imenso véu
Eu voando com elas em meu pensamento, e meu corpo réu

Ainda restam nuvens para eu contemplar
Encher meu solo de esperança que a chuva logo chegará
Fazendo de minha vida um doce e amável lar
E eu poder mostrar a todos minha alegria .O sol brilhará

Enquanto existir nuvens, ainda existira minha esperança
De ver o teu sorriso como de uma eterna criança
Que eu ainda guardo em minha fiel lembrança

Não sei ate quando abrirei os olhos para vê-las
Mas todos os dias alegram-me os olhos em tê-las
E ver que minha esperança não é fumaça

domingo, 2 de setembro de 2012

Andou Comigo...


casal andando pelados campo

A morena dos cabelos enrolados
Andou comigo por estes prados
Alívio à sensação de estar ao seu lado
Deixando o meu coração encantado

Oh! Quantos zéfiros soltam pelas flores!
A contemplar reverentemente os dois amores
Enquanto Éolos solta de sua boca favores
No campo, o gado acompanha os pastores

Sua mão suave, seus pés mimosos
Enquanto os teus olhos brilham buliçosos
E o amor e o calor, nos teus lábios acendem

E acima de nós, um céu brilhante
E uma luz que irradia em teu semblante
E em teus braços me prendem


domingo, 26 de agosto de 2012

Sete Místicos


Sete estrelas na escuridão do céu
Sete vidas têm os mais suaves felinos
Sete são os rosários livrando do inferno o réu
Sete cartas do baralho. Inspiram nossos destinos
                       
Sete são as encruzilhadas que traçam a magia
Sete são as velas, que na escuridão trás alegria
Sete é a perfeição. Do Supremo Divino e amigo
Sete dias da semana, começam no domingo
                                   
Sete dias eu te amo. E em você eu me inspiro
Sete tempos do meu dia, eu teço nosso caminho
Sete é a perfeição do nosso amor.Com ele eu respiro!

Sete são suas qualidades, seu corpo e carinho
Sete é a perfeição do nosso destino
Sete sobre nós é a benção do Divino                       
                                   


domingo, 19 de agosto de 2012

Humilde Súplica


A luz que em meu coração irradia
Vem dos teus olhos minha aurora que me guia
Por entre as sombras da noite ímpia e raivosa
Que em meu coração com tristezas me devora

Estou aqui no palco do teatro de Deus
Clamando de ti, pra mim, amores teus
Que possa você com sua majestade
Olhar para teu servo. Por piedade !

Nessa vida, você para mim. O que mais importa
Por isso, em seu coração não feches
A tão sonhada por mim. A porta !

Deixe me entrar e morar contigo
Fazendo de sua vida em mim
Um eterno e doce, suave abrigo



segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Na Janela...




Ao pé da serra numa casinha simples e branca
Pela janela eu avisto o sol quase tímido...
Jogando seu raios pela serração branca
Eu ali em paz, e  do frio da noite me despedindo

Olho o orvalho que a seca grama umedece
Como se do meu rebanho, Deus a noite compadece
Assim como a esperança do calor eu aguardo
Fico a te esperar, aqui no nosso cantinho sagrado

Aqui. Olhando a janela, enquanto o sol se levanta
Fico a imaginar o brilho dos teus olhos
Enquanto no céu a serração se alevanta

Fico a imaginar no calor do sol da manhã
O doce sabor aquecido dos teus braços
Todos os dias imaginando ver você voltar

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

O Tempo é um Moinho





Veja bem minha Princesa. O tempo é um moinho
Que vai levando nossa vida a um destino...
Vamos morrendo e chorando pelos caminhos..
De dores, saudades, alegrias, decepções e espinhos

Eu me sinto a cada dia, por ele sendo como milho triturado
Aos poucos pelas emoções e solidão vou sendo torturado
Infelizmente, eu não tenho nada pra te oferecer.Eu ando errante.
Só sei querida. Que juntos, nós dois podemos ir avante!

Vamos seguir amando um ao outro e tentando sorrir
Vamos avante! Aproveitar e viver o presente juntos
Unidos, fica mais difícil para as más pessoas nos ferir

Eu quero com você vencer e travar mais lento esse moinho
Deixe o voar! Sentimos suaves seus efeitos quando felizes
Porque não há nada mais forte que o amor e o carinho.

domingo, 5 de agosto de 2012

Saudade...




Enquanto o tempo passa devagar e lento
E eu aqui nesta noite, na solidão das ruas
Aos poucos vai aumentando meu tormento
Saudades de teus beijos, teus carinhos e loucuras!

Como demora passar uma silenciosa noite!...
Em vão, eu vago por elas sem sua presença
Apenas com a luz dos teus olhos na esperança
Fico a esperar com fé que você um dia volte

O frio e a solidão da noite é cruel para o que vigia
Assim como o cão fiel espera o seu amado dono chegar!...
Assim com saudades de você eu fico na vigília.

Esperando você cansada das lutas e frustrações do dia
Nos meus braços poder descansar, dormir, repousar...
E com carinho e amor eu poder te consolar.

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Santos Dumont




Destes asas ao homem, igualando o aos pássaros
Ao dar asas aos sonhos dos homens
Para você, foi no seu íntimo, o maior fracasso...
Não pensavas que o homem que tanto lutou por ser livre

Usaria sua liberdade de vôo para caçar e destruir
E enquanto subia, mais baixo entre os seres vivos
Neste mundo ele próprio o classificaria
Não foi sua culpa, mas sim o livre arbítrio do homem

E a famosa cobiça, a raiz de todos os males
Que o fez elevar o aeroplano como Águia
Para apenas ver e fazer a destruição

Não olharam para o horizonte, não viram o quanto seria útil
Para levar a paz, comida, socorrer vítimas, enfim...
Hoje nem importam consigo mesmo, somente com ás máquinas!

139º Aniversário de Alberto Santos Dumont- 20/07/2012

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Natureza



Tão profundo é sentir o frescor das campinas
E lavar os olhos com o verde das colinas
Poder sentir o som mais puro da alma
E pensar profundo em quem você ama

Ali nos montes sopram ventos festeiros
E eu ali,por ti a suspirar os meus desejos
De ter você em meio à sagrada a natureza
Despertando o amor, a maior riqueza

Enquanto os zéfiros ao som do vento bailam
Os passarinhos agradecidos à vida festejam
Como si de você saísse à divina natureza

Você encontra a calma, como as fadas borboletas
Que pairam nas flores com profunda delicadeza
Minha deusa, rainha da minha natureza.

domingo, 8 de julho de 2012

Horizonte


O Sol já morre no horizonte...
Vem ter comigo, minha menina
E como é triste a solidão da noite!
Sem a sua alegre e jovial companhia

Vem nas minhas horas de agonia
Estar comigo, minha suave harmonia
Juntos viver e amar esses momentos
Despertados por loucos sentimentos

Pois o dia já no horizonte se finda
E a negra incerteza já é bem vinda
Juntos, podemos esperar a nossa sorte

Vem minha lua clarear o meu coração
Enquanto eu desperto em teu corpo a emoção
De ser amada e no meu peito imortalizada.


sexta-feira, 6 de julho de 2012

Sunshine



                                                     sunrise sunshine coast australia

A luz do por do sol me faz chorar
Em prantos engulo a voz pra não falar
O quanto me faz triste ver o dia morrer
Mesmo sabendo que amanhã, o verei viver

A saudade daqueles corações que partiram
Deixando eu sozinho na solidão do mundo
Fazendo no silêncio da noite eu gemer profundo
E agora em choros , soluço a saudade que me deixaram

A luz do por do sol me faz chorar...
E olho para meu lado, e não vejo em quem me abraçar.
É triste ver que o dia terminou. E não tenho o que festejar!

Perdoe se eu perto de você chorar...
A única coisa que eu te peço, me dê a sua mão.
E me abraça forte por favor! Conforta o meu coração !

terça-feira, 5 de junho de 2012

No Campo...



La no campo há um verde florido
Onde fico a elevar meus pensamentos
Na imensidão divina do infinito
Livrando minha mente dos tormentos

Enquanto o gado pasta calmamente
Aspiro o nosso amor eternamente
Embalado pelo vento das campinas
Nos ouvidos, como o som de ninfas

A nossa choupana, a fumaça exala
Do café quente, que no fogão ficara
E ao som dos ventos ouço uma fala

Sinto ser você, que aos poucos despertara
Após uma noite linda festejada
Banhada pela luz da lua clara

segunda-feira, 28 de maio de 2012

No Brasil falta ...



No Brasil doente... Falta a saúde
E na más respostas ... A educação
Dinheiro em quantidade sobra... Ladrão!
E o povo na ilusão do futebol se rende

Esquece que o país esta decadente
E o povo só a pensar em festa... Infelizmente!
E a vergonha tornou-se filha ingrata
Em nosso país se encontra ela em falta

O que mais seus filhos sentem é desonra
Em um país que esqueceu da honra
Sepultou com discriminação ... A democracia!

Só se fica rico com a esperteza
E a verdade só trás tristeza
De um país que falta ... Saúde, Educação e Vergonha!

O Reino do Messias




Despertas o mundo da trevas !
O reino do Messias  despertas
Invoca o mundo, despertas!
A ira de satã se inflama setas

O reino vive, vive do messias inocente
Satã perdeu ! Satã perdeu o reino
A glória dos céus revive eternamente
Chegou o fim, o fim chegou com o reino

O mundo decaído no abismo submergiu
A glória da exaltação santa subiu
O reino de "Pax Domini" germinou

E o fim do mal , a se próprio maculou
Desperta o mundo das trevas !
O exaltado Messias  se glorificou

Prece

















Oh Deus que morrestes no madeiro!
Que ao mundo iluminastes por inteiro
Pois em mim. O Cristianismo estas a anoitecer
Peço a ti , que não o deixes em mim morrer

Não sei se realmente nele eu acredito
Essa dúvida em mim, tem sido o meu delito
E minha mente tens enchido de conflito
Mas, sei que és grande o seu amor infinito

Por isso que acho forças para confiar
Creio que poderes tens para me salvar
Dos pensamentos profanos da incredulidade

Obrigado pela paciência de cordeiro
Que por mim morrestes no madeiro
Com seu sacro sangue me limpastes

Meu Anjo



O meu amor por ti declara
Meu anjo e minha vida juntamente
Ser angélica flor e linda beleza florente
Duas magnas divinas manifestações uniformara

Seu olhar em mim é tão luzente
E seus lábios macios e florescente
E como anjo no meu coração, eu te abrigara
E doces desejos nele se formara

Seu amor reina nos meus altares
E como um anjo me livra de pesares
Espalhando amor com sua companhia

Meu anjo que me atenta e não me guardas
Das flechas do cupido arremessadas
E me deitas em teus braços com carinho


Gratidão a Morfeu



Graças a Morfeu ! Magna Alegria
Por me concedestes essa magia
De dormi aos braços de minha amada
E de ter uma noite de amor saciada

Minha amada, na noite como aurora
Resplandeceu para mim seu corpo em glória
E em meus braços despertaram desejos
Saciando me com seus beijos

Graças a Morfeu o sono foi aprisionado
E no final da noite, veio de bom agrado
E após uma insônia amorosa, foi muito desejado

Dormiste como uma jovem princesa
Como onça dorme após comer a presa
Graças a Morfeu! O sono foi divino.

 

Na Solidão da Noite



Às sombra infernais e feia
O meu espírito por você anseia
Ouvir a sua voz, seu divino canto
A expulsar a solidão com seu encanto

Às trevas da noite seu olhar clareia
A minha face ao vê-la, formoseia
E amor com você, eu sinto e faço
O seu corpo nu é como um laço

Prende-me em sua cama aconchegante
Enquanto eu a tenho em corpo e mente
Preso em seus carinhos envolventes

Ali  Morfeu não consegue seu intento
Apenas de sonhos por você, Princesa
E desejar teu corpo constitui meu pensamento

quinta-feira, 29 de março de 2012

Escritores e poetas estão convocados para fundação da AML-Academia Mantenense de Letras

A Comissão pró-fundação da Academia Mantenense de Letras- AML estão convocando todos os escritores de Mantena e região para um encontro que será realizado dia 14 de Abril, às 19 horas no Centro Paroquial Santo Antônio. O objetivo do encontro é a fundação da AML – Academia Mantenense de Letras e na oportunidade serão discutidos o estatuto, regimento interno, membros efetivos, membros fundadores, data e local da solenidade de fundação da AML. Todo o escritor está convocado para participar e fazer valer sua arte literária. Os telefones para contatos (33) 3241-3779 com Luiz Paz ou (033) 84379920 e com Juliano R. Mendes (foto) que é Doutor em Divindade D.D. e em Filosofia Univérsica PH.I.
O propósito maior é ampliar a cultura das letras em toda região e colaborar no surgimento de novos talentos literários, escritores, poetas, contistas, cronistas, romancistas, entre outros e incrementar a nova visão pós modernista do século 21, da necessidade ampla e irrevogável de uma escrita mais dinâmica e que interaja com as vontades, direitos e deveres de toda a sociedade, para uma comunidade cada vez mais justa, leal e humanitária, conhecedores e defensores do bem comum.
Neste pressuposto, cabe a solidificação dos escritores já em atividades, mas que não possuem uma instituição que os agregue para que possam desenvolver mais e melhor as suas atividades literárias, à altura de sua importância e de suas capacidades criativas. O papel, pois, da Academia Mantenense de Letras – AML será fomentar a gestão literária como um todo e assim participar ativamente das atividades dessa classe com seus objetivos mais profícuos.
Par o município de Mantena e região, representará o sair da caixa para a apresentação de uma visão, um novo conceito em termos de apoio público para toda a região, pois será de um grau elevado de importância literária ter uma entidade que fará parte do cotidiano das letras na implementação e realização de eventos ligados à área como: Saraus, chá literários, concursos de poesias, contos, crônicas, encontro de escritores, publicações de livros, dentre tantas outras importantes atividades desenvolvidas por uma Academia de Letras.
APOIO :
HL MOTO SERRAS - LUIZ PAZ - JORNAL GAZETA DO NORTE - ROGERINHO


domingo, 19 de fevereiro de 2012

Saudade


Saudade de saciar em teus beijos
Aliviando em meu coração, seus desejos
Poder te aninhar em meus braços
Enquanto acaricio em seu rosto, seus traços

Saudades de sentir você em sua cama
De seus carinhos, fazer de você uma Dama
Alisar os seus cabelos encaracolados
E beber a água de seu corpo molhado

Como eu queria que você também sentisse!
E junto a mim, neste amor insistisse
Perdesse o medo de buscar em ti o amor

Aqui eu falo o seu nome bem baixinho
Fico a te esperar no meu canto escondidinho
Até você se alegrar e a me chamar pra sua cama

Aquela Noite ...


A você, meu amor eu não minto
A felicidade daquela noite, ainda sinto
As águas sobre nós, caindo como cascatas
E a luz da Lua, sobre seu corpo como prata

E o suave bálsamo que em meu corpo massageava
Enquanto eu ali, o seu corpo, eu feliz amava
alucinados, como se fossem pelo ópio
O suave aroma de si próprio

E sua cama, como se fosse um bosque
Onde fadas e zéfiros, ficavam contentes
De ver nós dois amando sorridentes

E você me dominava feito uma amazonas
E, eu quieto. Apenas sentindo seu amor
Beijando os meus membros como abelha  na flor

sábado, 21 de janeiro de 2012

1º Congresso das Academias de Letras da Região Metropolitana de Campinas-RMC

A Academia de Letras do Brasil Região Metropolitana de Campinas-ALB-RMC . Promoveu no dia 15 de Novembro um grande encontro de "Escritores da Região Metropolitana de Campinas" envolvendo todas as Academias de Letras da Região.



Foi realizado no dia 15 de Novembro no Unasp, o I Congresso das Academias de Letras da RMC e convidadas. Com idealização e coordenação do Presidente da Academia Nogueirense de Letras e Presidente da Academia de Letras do Brasil para a Região Metropolitana de Campinas, Poeta Camilo Martins. Estiveram presentes as Academias de Letras de Campinas, todas representadas, inclusive a Academia Juvenil de Letras “Machado de Assis”, Academia Campinense Maçônica de Letras, bem como as instituições Literárias, Centro de Poesia e Arte de Campinas Portal do Poeta Brasileiro, União Brasileira dos Trovadores, Casa do Poeta de Campinas, Academias de Limeira, Mogi Guaçú e Artur Nogueira. O presidente Nacional das Academias de Letras do Brasil, Dr.Mário Carabajal, e o convidado da Academia Brasileira de Letras, Dr. Carlos Nejar, além de escritores de Santa Cruz das Palmeiras e a participação de escritores internacionais, Emanuel Dundão, de Angola e Ricardo Vieira, o “Mabola”, escritor da Guiné Bissau. Todos receberam as boas vindas na Universidade pelo Pastor Sérgio Klein, Preceptor do Unasp.
O protocolo e cerimonial foi bem conduzido por Sara Valadares membro da Casa do Poeta de Campinas e Cepac e as fotografias ficaram por conta do acadêmico da ANL, Escritor José Maria de Lima, de Conchal. A escritora da Academia Limeirense de Letras, Zenaide, declamou um poema de sua autoria intitulado “Champagne” e mostrou que sua deficiência visual não é motivo para ficar na inércia e não produzir, uma lição.
Importantes palestras foram proferidas no evento. O membro da Academia Brasileira de Letras Dr.Carlos Nejar falou sobre os Escritores Carlos Drummond de Andrade, Manuel Bandeira, Cecília Meireles e declamou poemas próprios. Já o Dr. Agostinho Tófolli Tavolaro, Presidente da Academia Campinense de Letras, versou sobre a Importância das Academias de Letras. A Drª. Simone Portela fez uma brilhante palestra sobre a interiorização das Academias de Letras no Brasil. O Professor do Unasp, Edley Santos, ficou com o tema a Nova Reforma Ortográfica e o apresentou com brilhantismo. O Prof.Dr.João Augusto Cardoso, professor de Direito da Unip, apresentou o tema do Direito autoral dos Escritores, próprio para a ocasião e oportuníssima aos congressistas. O Prof. Ezequiel Gruber levou ao congresso a importante palestra sobre ISBN e Ficha Catalográfica. Todos os temas apresentados foram aceitos pelos congressistas.
Apesar da forte chuva que caiu durante toda a manhã e parte da tarde, todos ficaram encantados com as instalações da Universidade, Unasp, pela recepção e acolhida e as delícias que degustaram no refeitório, parte do campus mais “visitada”. Todos os participantes elogiaram e agradeceram a organização do congresso e já solicitaram o próximo, se possível na mesma instituição em 2012.
Houve também a participação especial na música do Artista Plástico Aquino e DrªLéia, que cantaram e encantaram. Outra participação especial foi a do grupo “Sivay Melody” composto por cantores de Angola e dirigido por Joaquim Kapangue. Eles cantaram em língua Africana e no português de Angola.
Por fim uma belíssima homenagem ao Jornalista, Escritor e Poeta Tobias Pinheiro, ex presidente da Academia carioca de letras e membro da Academia Nogueirense de Letras, que declamou um poema de Raimundo Corrêa de Araújo, poeta Maranhense que se proclamava o último sabiá de Atenas. Tobias Pinheiro Ouviu um poema de sua autoria, do livro Sonetos ser lindamente declamado por um amigo, Pastor Assad Bechara e depois ouviu o Poeta Camilo Martins declamar um soneto que fez em sua homenagem e ali impresso em um banner, poema aqui reproduzido:

Dr.Tobias Pinheiro,Ph.I
         Singela homenagem ao amigo Tobias Pinheiro Filho  (do Dr.Camilo Martins,D.D.,Ph.D/Ph.I)
És, sei, do Brejo do Maranhão a mais aromática flor!
Evoco-te assim como os gregos evocavam a Apolo,
Queria eu ter nascido de tua nobre estirpe e o flavor,
De teus escritos, saboreado desde menino, no teu colo.

Monstro sagrado da literatura deste Brasil azul anil...
Que o tempo há de marcar em suas páginas valorosas,
Que o menino do bandolim, viveu, sofreu, mas sorriu!
E com felicidade de coração compôs sempre suas prosas.

Tempo covarde que não retrocede sequer um segundo...
Para sorver mais dessa fonte, da iluminação deste mito!
Viva Tobias Pinheiro! Lá do Brejo para irradiar o mundo!

Que no universo do teu verso seja pra sempre o teu grito,
Eternizado pelo espaço sideral que na vida o importante,
É sempre a paz, amor e a esperança, vividos cada instante!






sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Dr. Wanderson Coelho recebe das mãos do Dr.Juliano Ribeiro Mendes o livro “Carpe Diem Ilha da Fantasia”


O Poeta e escritor mantenense, acadêmico Prof.Dr. Juliano Ribeiro Mendes, D.D.,Ph.I Doutor em Filosofia Univérsica Imortal-Ph.I. E ex- presidente Executivo da Academia de Letras do Brasil Região Metropolitana de Campinas-ALB-RMC,  traz para Mantena e região o seu mais novo  livro, inédito e que com certeza vai agradar as pessoas que gostam de uma boa leitura.
No lançamento do seu quarto livro de poesias com seu conhecido pseudônimo “Júlio Ribeiro Cortez”  o escritor faz questão de falar do apoio cultural  do líder político mantenense Dr. Wanderson Elizeu Coelho e foi lhe entregar em mãos o seu novo trabalho  como forma de agradecimento.
Com o titulo “Carpe Diem Jardim da Fantasia”, onde o livro começa com uma Epopéia em forma de sonetos descrevendo uma viajem a uma ilha. A “ilha da Fantasia”. Escrito com intuito de exaltação aos clássicos do Arcadismo o livro aborda sonetos românticos e um bucolismo implícito levando a exaltação do amor e tendo a natureza como pano de fundo, deuses, mitologias, no estilo Carpe Diem, que significa “colhe o dia, aproveite o hoje,”.
 Estivemos com o escritor no consultório do seu amigo Dr. Wanderson Coelho, onde recebeu das mãos do próprio autor um livro autografado e os sinceros agradecimentos por estar apoiando a realização de mais esse projeto.
O Jornalismo Gazeta do Norte aproveitou o encontro e fez uma pergunta ao escritor sobre sua opinião sobre a possível candidatura do seu amigo Dr. Wanderson e seus frutos para a cultura do município e Juliano Ribeiro nos respondeu “Eu conheço o Dr. Wanderson Coelho há muitos tempo,  ele e sua família são meus amigos há anos, mas digo com certeza, conhecendo-o de perto como eu conheço para mim é a melhor opção para Mantena. Pelo o seu lado familiar, honesto, amigo, filantropo, religioso e trabalhador é uma ótima pessoa, nascido em Mantena. e a mais de vinte anos convivendo com seu povo como profissional e como pessoa, conhece as necessidades do nosso povo de perto, tem um bom nome tanto profissional como pessoal. O detalhe ainda mais importante é que daqueles que estão sendo apresentados como candidato o Dr. Wanderson é “ficha limpa”, isso conta muito  e sem dúvida ele é uma ótima opção.”

www.mantenaonline.com.br

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

O amor é...



Alguns dizem ser uma força
Outros dizem ser um sentimento
A alguns dizem que não existe
Outros não sabem explicar

Enfim, o que será o amor?
Só sei que ele nos guia, nos da forças
Só por ele, conseguimos avançar
E se algum dia ele faltar, acabar

Perdidos neste mundo, iremos todos afundar
Amor nos orienta, leva de volta ao lar
Faz-nos morrer por alguém, ao outro bem amar

E quando esse alguém parte nos deixa
Por ele sofremos por amar
O amor é forte, belo, o amor é como uma flor



II
Enche-nos de carinho, esperança e paz
Sem ele eu jamais iria agüentar,
Por você o meu amor aumenta mais e mais...
Você pode não acreditar, desconfiar

Mas é você que eu neste mundo amo
E com você eu quero estar...
Desculpe se eu chorar
Mas a ti somente eu quero amar

Amor é belo e forte, amor é como uma flor
Faze nos sorrir pra vida, chorar e sofrer
O pior seria se não existisse o amor

O amor constrói a vida, por ele quero viver
E depois no fim de tudo, com você compartilhar
Assim eu sempre quero te amar...

sábado, 7 de janeiro de 2012

Ao cair da tarde


Meu rebanho esta no campo, no pasto sagrado
Em meio a natureza as ovelhas vão balindo
Enquanto o dia se despede do sol convalescente
E vem surgindo à sepulcral impiedosa noite

Neste bucólico monte fico a olhar no horizonte
A esperança de ver a minha amada estrela cadente
Trazendo a luz da esperança no meu crepúsculo coração
Fazendo da noite uma feliz parte do dia, divina viração

Ai se Almendro e Corino estivessem aqui comigo!
Levando para mim de Apolo, o gado ate o suave abrigo
Enquanto eu procurava forças para saciar minha paixão

Vem minha Ninfa a lograr nas campinas comigo!
Enquanto ao som de flautas, os zéfiros e as fadas bailam
E nos teus seios divinos, eu me encontro protegido